BANCADA DIRECTA: Junho 2014

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Eis aqui a triste realidade do tal “milagre económico” de que o tal ministro da economia tanto se orgulha. BPI encerra 28 agências

Eis aqui a triste realidade do tal “milagre económico” de que o tal ministro da economia tanto se orgulha. BPI encerra 28 agências 

O banco tinha 696 balcões abertos em Portugal, mas está a reduzir a sua rede, assim como o número de trabalhadores. 28 agências do BPI não vão abrir as portas esta segunda-feira, depois de terem encerrado definitivamente no final da semana passada, no âmbito da reestruturação que o banco está a fazer na sua rede. 

Segundo uma nota informativa interna do BPI, a que a Lusa teve acesso, no fim do dia de sexta-feira encerraram "definitivamente", em concreto, 28 balcões do banco em Portugal continental. 

O BPI tem vindo a reduzir balcões e trabalhadores com o objectivo de diminuir os custos operativos e de cumprir com as metas do plano de reestruturação acordado com a Comissão Europeia, obrigatório depois de ter recebido dinheiro público em 2012. 
Uma das metas é a redução do número de balcões em Portugal para 684. Em Março deste ano, segundo as contas do primeiro trimestre, o BPI tinha 696 balcões em Portugal. O banco está ainda a reduzir pessoal com vista a ter no máximo 6.000 trabalhadores na operação doméstica. Face aos 250 trabalhadores que o BPI quer que saiam este ano, o presidente da instituição, Fernando Ulrich, anunciou em Junho que já saíram metade. 

O BPI devolveu, a semana passada, a totalidade do dinheiro que o Estado injectou na instituição em Junho de 2012 para o recapitalizar, com o reembolso dos 420 milhões de euros que restavam dos 1.500 milhões de euros iniciais, deixando de ter qualquer ajuda do Estado. 

As agências do BPI encerradas são as seguintes: Norte: Caminha Braga - S. Vítor Perafita Custóias Boavista - Foco Matosinhos - Município Hospital de Santo António Viseu - Estação Agrária Centro: Coimbra - Eiras Fátima - Rotunda Sul Tomar - Templários Leiria - Planalto Lisboa e Grande Lisboa: Campelos Av. Almirante Reis Campolide Alcântara - Lusíadas Av. Fontes - Eduardo VII Avenida da Liberdade Graça - Sapadores Campo de Ourique - Jardim da Parada Pinheiro de Loures Quinta dos inglesinhos Miraflores Barreiro - Quinta da Lomba Sul: Sagres Albufeira - Olhos de Água Tavira - Porta Nova Ferreiras

sábado, 28 de junho de 2014

Ganfei. Valença do Minho. Aqui vive-se o verdadeiro folclore. É o Grupo Folclórico de Ganfei. E neste Domingo prestamos homenagem ao seu director Valdemar Moreira e a todos os elementos do Grupo.

Cavaco convoca Conselho de Estado. Em principio será para avaliar os contornos da actual situação politica e a reiterada falta de consenso entre PSD e PS. Mas na verdade, por arrastamento, será para analisar o descalabro da actuação do Governo e a perpetuação na crise no PS

Cavaco convoca Conselho de Estado. 
Em principio será para avaliar os contornos da actual situação politica e a reiterada falta de consenso entre PSD e PS. 
Mas na verdade, por arrastamento,  será para  analisar o descalabro da actuação do Governo e a perpetuação na crise no PS 

Decidi não tomar partido na legítima luta pela liderança dentro do PS porque, sem o PS, não há alternativa ao pior Governo da Segunda República, transformada em República de segunda por gente de terceira. Dizer que o pior Governo é apoiado pela pior maioria, e pelo mais inapto PR do regime democrático, é um truísmo tautologicamente demonstrado. 

E ainda queriam confiscar as decisões dos tribunais encarregando os escritórios de amigos para redigirem os acórdãos sobre a constitucionalidade das leis! 
O que nenhum partido pode, nem deve, é impor como líder quem o povo rejeite, quem o eleitorado imagine um clone de Passos Coelho, quem confisque o partido para o repartir por amigos e cúmplices, como fizeram Marco António, Relvas e Passos Coelho. 

No PS, cada dia que passa na indefinição é um desastre para o País. Os portugueses não se interessam por golpes palacianos, exigem um projeto, um rumo e um líder. A guerra em que se consomem os potenciais líderes, com uma paixão que não houve no combate ao desastroso Governo do PSD/CDS/ PR, é um prenúncio do desastre eleitoral. 

O arrastar da chicana interna pode beneficiar um dos candidatos mas prejudica o partido e, sobretudo, o País. Acentuar divergências internas, lavar a roupa suja na praça pública, agredir o camarada oponente, é um serviço inestimável à direita e uma nódoa indelével num partido que é a charneira do regime e a mais espectável alternativa à tragédia que nos atingiu. 
O PS não pode ser o seguro de vida do conjunto de ministros da direita, que apostou na destruição do Estado e prepara a descaracterização da Constituição. Cabe aos militantes exigirem a resolução rápida da crise, sob pena de perderem o partido e não terem quem os acompanhe no funeral. 

No PS não está em curso o julgamento que se adia à espera da prescrição, está em causa a substituição do Governo, da maioria e do PR, antes de destruírem o poder judicial e de conseguirem a liquidação total da saúde, segurança e instrução públicas. 

Bancada Directa / Ponte Europa / Dr. José Carlos Esperança

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Quando ao tempo de Sócrates estar a segurar as rédeas do Governo, no Parlamento Paulo Portas clamava contra a insegurança que grassava no país e questionava o Governo para que actuasse para dar mais segurança às pessoas. Agora num caso de actuação das forças de segurança condena-se um agente que em serviço tentou cumprir a sua missão.


Quando ao tempo de Sócrates estar a segurar as rédeas do Governo, no Parlamento Paulo Portas clamava contra a insegurança que grassava no país e questionava o Governo para que actuasse para dar mais segurança às pessoas. 
Agora num caso de actuação das forças de segurança condena-se um agente que em serviço tentou cumprir a sua missão. 

Um soldado da GNR, em serviço, na perseguição de uma carrinha que fugiu após um assalto, ao tentar acertar num dos pneus para parar a carrinha, a bala atingiu um dos ocupantes (fugitivos). O ocupante tinha 13 anos e acompanhava o pai no assalto. 

Condenado, inicialmente, a 9 anos de prisão, o Tribunal da Relação, após analisar o recurso, condenou o soldado da GNR em 4 anos de prisão, com pena suspensa e a pagar 10.000 de indemnização ao pai (assaltante e condutor da carrinha) e 30.000 euros à mãe, por serem os herdeiros do filho. 

Não me pronuncio sobre o processo mas interrogo-me: - A partir de agora, os agentes de segurança - GNR, PSP e Polícia Judiciária - ao serem chamados para defenderem a segurança dos cidadãos e ao perseguirem qualquer viatura tentarão parar os bons rapazes que se dedicam aos assaltos, pondo, por vezes, em causa a segurança do cidadão? 

Que Justiça temos?

Entrámos no Mundial em quarto lugar no ranking da FIFA. Saímos por uma porta pequenina. E agora que futuro para todos estes responsaveis? Tudo bem, ninguém se demite, desde que lhes paguem os vencimentos até Junho de 2016. Leonel Pontes está de fora....

Palavras para quê?
São artistas portugueses
Eles ainda foram visitar alguém muito familiarizado com milagres antes de irem passear para curar mazelas das suas lesões
Tiveram um prémio merecido: um passeio aos Estados Unidos antes de uma grande competição
E visitaram a 5ª Avenida de borla
Eu já lá fui e saiu tudo do meu bolso. E não foi nada barato........
O futebol vale o que vale e isto tudo ainda serve para se esquecerem as amarguras que os portugueses sofrem com cortes no seu vencimento.
Porcaria de vida!......

Nota: sim é verdade! Entrámos mesmo em 4º lugar. Ora confiram lá o ranking da FIFA em Junho de 2014





Rank.
Equipe
Pts
+/- Pos


1
Espanha
1485
0
Igual


2
Alemanha
1300
0
Igual


3
Brasil
1242
1
Cima


4
Portugal
1189
-1
Abaixo


5
Argentina
1175
2
Cima


6
Suíça
1149
2
Cima


7
Uruguai
1147
-1
Abaixo


8
Colômbia
1137
-3
Abaixo


9
Itália
1104
0
Igual


10
Inglaterra
1090
1
Cima


11
Bélgica
1074
1
Cima


12
Grécia
1064
-2
Abaixo


13
EUA
1035
1
Cima


14
Chile
1026
-1
Abaixo


15
Holanda
981
0
Igual


16
Ucrânia
915
1
Cima


17
França
913
-1
Abaixo


18
Croácia
903
2
Cima


19
Rússia
893
-1
Abaixo


20
México
882
-1
Abaixo


21
Bósnia e Herzegovina
873
4
Cima


22
Argélia
858
3
Cima


23
Dinamarca
809
0
Igual


23
Costa do Marfim
809
-2
Abaixo


25
Eslovênia
800
4
Cima


26
Equador
791
2
Cima


27
Escócia
786
-5
Abaixo


28
Costa Rica
762
6
Cima


29
Romênia
761
3
Cima


30
Sérvia





Por terras do Alto Minho. Tempos de Verão, tempos de festas e romarias. É assim a alegria destas gentes maravilhosas. As tradições sempre nos seus corações

Por terras do Alto Minho. Tempos de Verão, tempos de festas e romarias. É assim a alegria destas gentes maravilhosas. As tradições sempre nos seus corações




quinta-feira, 26 de junho de 2014

A “nuestros hermanos” digo “adios”. E aos portugueses digo o quê? O jornalista Fernando Correia diz de sua justiça sobre o comportamento desta fraquissima selecção portuguesa.

A “nuestros hermanos” digo “adios”. 
E aos portugueses digo o quê? 
O jornalista Fernando Correia diz de sua justiça sobre o comportamento desta fraquíssima selecção portuguesa. 

A honrada Espanha (agora de Filipe) perdeu, no Brasil, os seus créditos futebolísticos que levava da Europa e do Mundo, como campeã em titulo. Perdeu da pior forma possível, arrastando defeitos pelos relvados e soçobrando por números ridículos, perante adversários a quem já ganhara muitas vezes. 

Mas, pior do que isso, deixou uma triste imagem de Selecção à deriva, incapaz de vencer os seus próprios medos e dando ao Mundo a noção de que entre Real Madrid e Barcelona o que há é algo de incontornável que também se reflecte ao nível da própria equipa representativa do país. Para além do mais, O Real Madrid foi Campeão Europeu de clubes, o que para rivais directos é quase afrontoso. 


Com tantas peias, duvidas, medos, rivalidades, lutas intestinas pela hegemonia de várias coisas, até politicas, seria difícil esquecer o descalabro do jogo inaugural com a Holanda, de tal forma que tudo se repercutiu no jogo com o Chile que fez “gato- sapato” da Espanha, dando-lhe por antecipação o passaporte de regresso a casa, isto é, à Península Ibérica 


Por isso a “nuestros hermanos” disse “adiós”, mas sempre de pé atrás à espera da reacção portuguesa no encontro com os Estados Unidos, certamente interessados em não copiar o desastre espanhol, mesmo com Cristiano Ronaldo a menos de 70% e sem Fábio Coentrão, Pepe, Hugo Almeida, Rui Patricio e com um treinador/seleccionador incapaz de assumir as suas duvidas, transformando em certezas de teimosia, como se não houvesse mais Mundo a partir das suas próprias convicções, mesmo que erradas, 

Esperei, portanto, não propriamente com credo na boca ( o futebol vale o que vale) mas sempre na esperança de ver uma equipa a lutar pelo melhor resultado com vontade, com alegria, com determinação, dando tudo por tudo na entrega e na disputa da bola e do golo., agradecendo que me dessem razões para não porf no titulo desta crónica a imagem fornecida pelo futebol ibérico nos jogos de abertura com a Holanda e com a Alemanha, e que se resumiu numa só palavra: desastre 


Os portugueses vivem de esperança em todos os sentidos. Vivem a tentar fugir das suas próprias angustias. Vivem como se cada dia fosse o ultimo. 

Ao menos que o futebol lhes desse (nos desse) uma alegria, nem que fosse efémera, mas capaz de fazer elevar a nossa auto-estima, ela própria abandonada aos pés da troika. 

Essa era a minha maior duvida, mas era também uma das minhas maiores esperanças. 

E fico-me por aqui 

Fernando Correia 
Fernando Correia escreve no Jornal daqui do Concelhio de Mafra 
Apresentamos os nossos agradecimentos
Nota: esta crónica foi escrita antes do jogo Portugal / USA

Isto é que anda para aqui uma açorda de marisco com este cujo marado. E para os comilões ainda vai uma penca de bananas da Madeira.


Tribunal Constitucional. As manobras do PSD contra este órgão de soberania. Ora agora ataco eu e depois atacas tu. Na Madeira os deputados do PSD apresentaram um projecto de Revisão Constitucional, onde se defende a extinção do Tribunal Constitucional

 Tribunal Constitucional. 
As manobras do PSD contra este órgão de soberania. 
Ora agora ataco eu e depois atacas tu. 
Na Madeira os deputados do PSD apresentaram um projecto de Revisão Constitucional, onde se defende a extinção do Tribunal Constitucional 

Os deputados PSD Madeira na Assembleia da República abriram este tarde um processo de revisão constitucional, ao apresentarem um projeto que inclui, entre outras propostas, a extinção do Tribunal Constitucional e criação no seu lugar de uma secção constitucional do Supremo Tribunal de Justiça. 

A iniciativa apresentada esta tarde por Guilherme Silva prevê também a fixação de um mandato único de dez anos para o Presidente da República, em vez dos atuais mandatos de cinco anos cada um. 
Com muitas ideias para a alteração do sistema político, o documento prevê por exemplo a possibilidade de existência de partidos regionais e de apresentação de candidaturas independentes tanto para a Assembleia da República como para as assembleias regionais; a alteração do sistema eleitoral com círculos uninominais compensados por um círculo nacional; a redução do número de deputados na Assembleia da República dos actuais 230 para 181. 

Aos jornalistas, Guilherme Silva justificou a extinção do Tribunal Constitucional com a "ideia de deixar à magistratura de carreira, ao seu mais alto nível, a justiça constitucional". Para "evitar esta politização que temos verificado". 

Os deputados madeirenses também acabam com a fiscalidade preventiva da constitucionalidade, "uma originalidade portuguesa" e "um elemento perturbador, porque arrasta para o TC a conflitualidade própria do debate parlamentar". 

O porta-voz dos deputados insulares, por mais do que uma vez, referiu-se explicitamente ao "ambiente que temos vivido" de querelas constitucionais, que têm oposto o Governo aos juízes do Palácio Ratton. 

Ainda sobre esta matéria os parlamentares da Madeira propõem a possibilidade de referendo constitucional, ou seja, submeter a consulta popular "as alterações à constituição mais relevantes". 
Outras propostas avançadas neste projecto são a extinção da Comissão Nacional de Eleições e da Entidade Reguladora para a Comunicação Social e uma norma parecida com a regra de ouro, que constitucionaliza os limites ao défice: neste caso concreto ficaria na Constituição a obrigatoriedade da lei do Orçamento do Estado estabelecer, no início de cada legislatura, os limites do défice para os quatros anos de mandato do Governo.

Carissimo leitor: vais de férias este ano para o Algarve? Então não podes adoecer!.....Quem te avisa teu amigo é. Aquilo por lá no que se refere a prestação de cuidados de saúde está pela hora da morte. É esta a triste realidade

Caríssimo leitor: vais de férias este ano para o Algarve? 
Então não podes adoecer!.....
Quem te avisa teu amigo é. 
Aquilo por lá no que se refere a prestação de cuidados de saúde está pela hora da morte. 
É esta a triste realidade 

Todos os anos os anos há verão e milhares de pessoas que rumam ao Algarve para férias, sobrecarregando a procura dos serviços de saúde, mas este ano as dificuldades vão ser maiores. Ao final da manhã, o Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos avisou que as carências de médicos são mais evidentes e que já há unidades a encerrar temporariamente por falta de profissionais. 
"Nesta região, sobretudo no plano hospitalar, os problemas têm sido recorrentes e cada vez mais graves ao longo do ano, com falta de recursos humanos mas também de equipamentos e terapêuticas. E com a chegada do verão é previsível um forte agravamento dos problemas e da escassez das soluções", explicou o presidente da delegação do Sul, Jaime Teixeira Mendes. 

Entre "um vasto conjunto de situações que prejudicarão drasticamente a qualidade dos cuidados prestados na região", estão "a falta de 100 especialistas de medicina geral e familiar e de mais outros 100 nos hospitais, em especialidades como anestesiologia, dermatologia, oftalmologia ou ortopedia", explicou Ulisses Brito, médico no Hospital de Faro e presidente do Conselho Distrital do Algarve da Ordem. 

O médico afirma que a situação maios complicada é vivida nos serviços de urgência básica (SUB), a primeira porta a onde vão bater os turistas. "O SUB de Loulé já teve de fechar três dias por falta de médicos e noutros dias em vez dos dois médicos escalados apenas está um de serviço". 

A situação, salienta, "levou já o presidente da Câmara de Loulé a pedir uma reunião com a Administração Regional de Saúde do Algarve". Mas o problema é extensível a outras regiões algarvias. "Na maior Urgência do Algarve, no Centro de Saúde de Albufeira, há lacunas graves nas escalas: há poucos médicos, as empresas não respondem e as horas extras são mal pagas." 
Ulisses Brito apela por isso à intervenção do ministro para "que sejam garantidos recursos materiais para depois ter-se profissionais". Ao Expresso, o gabinete de Paulo Macedo diz que este é um problema do foro local, da Administração Regional de Saúde do Algarve e do Centro Hospitalar do Algarve. O presidente desta unidade, Pedro Nunes, confirma a falta de recursos e reconhece que a situação é grave, embora seja assim há, pelo menos, dois anos. 

Pedro Nunes acredita que vai ter autorização atempada para contratar 45 enfermeiros. No caso dos médicos, admite que será um pouco mais demorado, embora ontem o Governo tenha dado 'luz verde' ao preenchimento de vagas por recém-especialistas que tenham concluído a formação pós-graduada no início do ano. Para o Algarve estão previstos 29 lugares, oito em pediatria e cinco em medicina interna. 
A Administração Regional de Saúde do Algarve IP garante que, "entre Julho e Setembro, vai reforçar a capacidade de assistência nas unidades de cuidados de saúde primários, de forma a garantir um atendimento seguro e de qualidade à população residente e turística nos cuidados de saúde". Por exemplo, com "o alargamento do horário de atendimento e reforço das consultas de atendimento complementar nos concelhos do litoral" e com 32 Postos de Praia.

Sobre a existência de mais profissionais, os responsáveis asseguram que "aguarda-se, para breve, um reforço de recursos humanos, nomeadamente de médicos, enfermeiros e assistentes operacionais".

Obrigado Pela Sua Visita !