BANCADA DIRECTA: Setembro 2008

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Rosyanne: a minha amiga africana de Roquetas

Rosyanne, a minha amiga africana, a viver e a trabalhar em Roquetas de Mar.

Introduçao aos textos sobre a realidade da vida dos africanos sub-saharianos a viverem em Roquetas.
Nesta zona de Roquetas, desde Las Marinas até ao "Puerto", os africanos nao se veem. Até parece que a sua vida e a presença em Roquetas os impede de passarem por esta zona. Para lá das estufas está o seu mundo e o motivo porque permanecem em Espanha. Nada mais! (foto comercial)

Rosyanne, 28 anos, estatura de 1,80, pele de tez negra escura, cabelo entrançado em inumeras tranças coladas à calote craniana, natural de Bafoulabé, parte ocidental do Mali, regiao pobre e condicionada pelas limitaçoes impostas pelo Parque Natural de la Bouclé. Radicada em Roquetas há 5 anos. Viveu na Alemanha desde os 4 anos de idade (1984) até aos 23 anos.(2003). Curso de Gestao de Hotelaria/Turismo. Depois de exercer funçoes de monitora de “animacion” durante 2 anos é actualmente recepcionista efectiva num dos maiores hotéis das Marinas de Roquetas de Mar. Fala fluentemente o alemao e o ingles, para além do espanhol da Andaluzia. Curiosamente a sua língua natal que é o francês domina pior que o espanhol. A sua religiao é a muçulmana. Sobre o seu dialecto natal, o Kassonké, nem uma palavra sabe dizer.

2ª feira . 15 de Setembro. 21h00

Quando me aproximei do balcao da recepçao Rosyanne notou que eu me dirigia para ela e sem eu dizer algo falou desta maneira.
-Guten Abend, mein Herr. Wil geht es Ihnen heute? Okay?
Sorri para ela e dei conta do seu engano. Tinha-me julgado um dos numerosos turistas alemaes que enxameiam este hotel, porque eu trazia na mao a revista austríaca “Seiten Blicke”, que tinha trazido de um “chiringuito” (mesmo junto ao hotel e onde entrei para matar a sede) , precisamente para “scanear” uma foto da Britney Spears para a mostrar aos meus amigos leitores do Bancada Directa.
-Desculpe-me mas eu sou português! Respondi-lhe eu.
- Me excuse senõr! Usted que desea? Rosyanne pareceu atrapalhada pelo meu rosto sério devido ao cansaço de cerca de 11 horas de viagem desde Sintra até Roquetas.
- Queria a minha pulseira “azul" do “todo incluido” , pois vou ainda “cenar”. Habitación 455, segundo me indicaram por mail. Depois da “cena” venho buscar as “llaves".
Rosyanne abriu a ficha no monitor e fez que sim com a cabeça. Quase sem olhar para mim entregou-me a pulseira de plástico, disse “muchas grácias” e deslocou-se rapidamente para o fundo do balcao da recepçao. Virou-me praticamente as costas. Percebi que tinha ficado, não diria preocupada, mas talvez “chateada", talvez porque eu pudesse fazer conversa sobre o assunto no dia seguinte com outro colega da recepçao. Pela ficha viu que eu conhecia todo o pessoal do hotel, deduçao feita pelos períodos que já lá tinha passado este ano. Só nao conhecia ela.
Tinha inicialmente o objectivo de ir para Roquetas no Domingo 14, mas por razoes familiares acabei por só o fazer no dia seguinte, isto é, 2ª feira 15. Mais dia menos dia não fazia diferença, ,mas chegar a Lisboa pela IC 19 num dia util de trabalho e para mais numa 2ª feira é assaz dificil e o percurso moroso. Se na IC19 tive um atraso de cerca de 40 minutos, atravessar Sevilha pela Ronda Norte para alcançar a A92 em direcçao a Granada foi horrivel pela saturaçao de transito. Foram mais de 30 minutos de atraso. Daí eu só chegar a Roquetas pelas 20 horas espanholas. E foi preciso exceder muitas vezes o limite de velocidade imposto nas autovias do país vizinho, o que é manifestamente contra o meu modo de conduzir habitual.

Rosyanne nessa semana que começou a 15 de Setembro estava de turno das 16h00 até às 24h00. . O esquema de turnos que lhe estava atribuído era de uma semana entrar às 16h00 e sair às 24h00, para na semana seguinte ser a entrada às 10h00 e saída às 18h00. As suas folgas semanais eram de dois dias, com um dia de avanço, isto é, se numa semana as suas folgas eram a um Sabado e Domingo, na semana seguinte eram ao Domingo e 2ª feira. É evidente que estas informaçoes foram-me prestadas já numa fase posterior em que me vi envolvido de muito perto com Rosyanne, com o pretexto de obter temas sobre os africanos para publicar no Bancada Directa. Ela ficou agradavelmente surpreendida de haver um português a preocupar-se com a vivência diária e com os problemas sociais dos africanos em Roquetas de Mar.

6ª feira 19 de Setembro. 09h00 da manha. Com a ajuda de Rosyanne consegui saber que este africano da Mauritânia era um dos cerca de cem, que na praça central de La Mojonera estava desde as 7h00 da manha esperando ser contratado para trabalhar nesse dia. De vinte que nao conseguiram arranjar trabalho, ele foi um deles. Desesperado deixou-se caír num banco do jardim da Plaza de los Carreteros e meditou: valeria a pena continuar longe da sua terra onde o presente e o futuro eram cada vez mais dificeis. Se ao menos alguém o ajudasse a ir para Valencia ou Barcelona, onde serviços para trabalhar, que nao a agricultura sao mais faceis de se conseguir. (foto Bancada Directa. camara Sony DSC-W120.)

Por hoje termino aqui o tema Rosyanne.

Os meus caros leitores lembram-se do post que publiquei no Bancada Directa em 12 de Setembro sobre os incidentes no “Barrio Las 200 Viviendas” e em que foi assassinado um africano natural do Senegal? Sem prejuízo de eu ainda escalpelizar os acontecimentos referidos, para já informo que o assassino de Ousmane Kote foi preso a 22 de Setembro num bairro de Almeria onde se encontrava escondido, após ter cometido o crime, em casa de pessoas de etnia cigana. Segue a fotografia da sua prisao (arresto) publicada no jornal “A Voz de Almeria”

A detençao de Juan José O. N. conhecido em Roquetas como "El Bollo", 26 anos, cigano, conotado como membro do cla de traficantes de droga de Roquetas de Mar. Particularidade de nunca querer tapar a cara quando foi descoberto e detido pela Guardia Civil. (foto Jornal "A Voz de Almeria")

Termino hoje por aqui este post, esperando publicar na próxima 6ª feira, já em Portugal, o Mundo Policiário 33/08

domingo, 28 de setembro de 2008

A diferença de preços nos combustiveis entre Portugal e Espanha anda na ordem dos 16 centimos. Porquê?

Caros amigos leitores do Bancada Directa


Resolvido o assunto do cabo USB da camara aqui vao as primeiras imagens. Nesta caso ou se faz uma coisa ou outra. Ou se atesta a viatura ou se fotografa. (foto Bancada Directa)

Neste tema , sobre os preços dos combustiveis que se praticam em Portugal e Espanha, apresento o aparecimento da figura de Rosyanne, uma africana a viver e a trabalhar em Roquetas de Mar e que começarei a desenvolver no próximo post.

Na primeira vez que fui levar a sua casa a minha amiga Rosyanne, ela disse-me para seguirmos pelo "centro urbano" de Roquetas, pois queria mostrar-me o local onde ocorreram os incidentes de 6 de Setembro, dos quais resultou a morte do cidadão senegales Ousmane Kote e ainda indicar-me qual era o posto de venda de combustiveis que praticava os preços mais baratos.

Rosyanne reside em La Mojonera, mais concretamente no barrio de Llanos de Vícar. O caminho mais perto para sua casa, a partir das Marinas (zona da maioria dos hoteis de Roquetas) é seguir junto à costa e cerca de 4 quilometros mais à frente apanhar-se a estrada ( sempre entre estufas) para El Solanilho. Seguindo-se sempre em frente cai-se em Llanos de Vícar, mesmo encostado a La Mojonera.

Mas a preferencia de Rosyanne em seguir pelo centro de Roquetas, segundo vim a depreender mais tarde, seria por outros motivos, que nao aqueles que me disse. Mas, em todo o caso, permitiu-me focalizar o lugar do "barrio Las 200", uma espécie de enclave composto por varios edificios da Segurança Social ( para fixar as populaçoes negras) tipo Quinta do Mocho em Sacavém, ( em ponto muito mais reduzido , mas com 3 vezes mais habitantes todos negros, e intregado no centro urbano) ou melhor, o Bairro das Furnas em Sete Rios). O "barrio Las 200 viviendas" está mesmo situado no centro urbano de Roquetas a cerca de 200 metros da sua plaza central mesmo junto ao edificio do Ayuntamiento e quartel da Guardia Civil. E constatei que o dito posto de combustivel se situava nas trazeiras do Centro Comercial Gran Plaza, em plena Avenida Alicun.


Vê-se claramente no cartaz do posto o preço do gasóleo. 1,117 euros. (foto Bancada Directa)

Segundo acabei de saber, o preço do gasóleo Portugal está em média por 1,267 euros e aqui em Espanha a média dos preços do gasóleo anda pelos 1,135 euros. Em Roquetas de Mar este posto de combustível vende o gasóleo a 1,117 euros por litro, mas neste Domingo, quando regressava da minha volta habitual pelos arredores vi que em Vícar (na carretera N 340)há um posto que vende o gasóleo a 1,114 euros.


Apenas para fundamentar este post "meti "gasóleo neste posto para vos apresentar o talão respectivo.

Portanto a diferença para mais em Portugal é , em média, de 16 centimos por litro. E não só no gasóleo mas , também, nas gasolinas.

Dei comigo a pensar o porque destas discrepancias entre países vizinhos? E, naturalmente, alinhavei estes apontamentos. Por cá sempre se justificou esta diferença, porque "nuestrros hermanos" tem o IVA inferior em 4% do que em Portugal. Mas este IVA inferior em Espanha não é motivo suficiente para se verificar esta diferença de preços.

Somos obrigados a conjecturar, e todos nós sabemos que as gasolineiras portuguesas são muito céleres a aumentar os preços, quando se registam oscilaçoes de valores - para mais - nos mercados internacionais dos produtos petrolíferos, justificando-se com este aumento o acompanhamento em dia desses mercados. Quanto a descidas é que se regista o "busilis" da questao. As gasolineiras são muito mais lentas a descer os preços , com a justificaçao de que há-de haver uma consolidação sustentada destas descidas, para elas decidirem abaixar os ditos preços. Não há duvidas que sao desculpas de mau pagador. E de má fé perante os consumidores!

Agora a máscara caíu a estas gasolineiras. A desculpa esfarrapada actual, para este atraso na descida dos preços, face ao descréscimo do valor dos produtos petrolíferos nos mercados internacionais que já dura há muito dias, é outra. Agora justificam-se com o elevado custo da refinaçao e da distribuiçao dos produtos refinados, chegando ao ponto de afirmarem os seus dirigentes, que apesar das descidas que se verificam nos mercados internacionias, não aponta para uma descida imediata, podendo até aumentarem de custo as gasolinas e os gasóleos. É preciso ter pouca vergonha!!!!

Dou comigo a cogitar sobre a quem realmente interessa esta especulaçao nos preços dos combustiveis em Portugal? Parece que o escandalo era tao grande que o governo já interviu de uma forma suave. Aqui nao tenho os elementos necessários do que se passa actualmente em Portugal. Mas da forma como o governo procedeu até esta altura e a manutençao do elevado valor do ISP que todos nós temos de pagar, resumo desta forma o que penso:



1: Às empresas petrolíferas cuja ansiedade de aumentarem os seus lucros anuais é manifestamente visível. E aproveitam-se da passividade do Governo de Portugal para consolidarem as suas manobras especulativas, chegando ao descaramento de dizerem, que a pouca mobilizaçao dos consumidores numa recente campanha promovida pela DECO, resulta da grande confiança que os ditos consumidores depositam nas suas empresas. Pouca vergonha esta!.

2: Ao Governo de Portugal, porque nao só vai buscar às empresas gasolineiras um imposto adicional sobre os seus lucros "considerados como especulativos" na conjuntura actual do elevado custo dos produtos petrolíferos, mas também no elevado valor do ISP que os consumidores são obrigados a pagar quando atestam os seus veiculos. E tudo isto ajuda a reduzir o "défice"

Nada mais tenho a dizer sobre este assunto. Por vezes quando ouço falar Manuel Alegre, faço sempre um exame de consciencia se nao há um pouco de exagero nas suas atitudes. Mas à medida que os dias vao passando, vou dando mais razao a Manuel Alegre, quando crítico ao comportamento do actual Governo e aos dirigentes do PS.

Apetece-me dizer a Manuel Alegre, grande amigo e companheiro das lutas dos anos 70 para consolidar a democracia em Portugal : Manuel Alegre! Estou contigo!.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Isto é ping pong !





quarta-feira, 24 de setembro de 2008

O saber não ocupa lugar. "Temas de Medicina" O AVC Isquémico Agudo. Tratamento e Terapêutica.

O saber não ocupa lugar


“Temas de Medicina” O AVC Isquémico Agudo. Tratamento e Terapêutica



Caros amigos leitores do Bancada directa
Continuamos com este assunto e estamos prestes a terminar o mesmo. Resta-nos a consolação de sabermos o real interesse com que este tema foi acolhido pelos nossos leitores amigos. É real e concreto o interesse desta temática para todos nós, dada a importância do mesmo.

Não basta fecharmos os olhos para esta doença e afins, e pensarmos que tudo de mal que acontece só atinge os outros. E nunca se esqueçam que as doenças do foro cardiovascular são a 1ª causa de mortalidade em Portugal, seguindo-se o cancro e logo de imediato o Acidente Vascular Cerebral.

Agradecemos aos distintos clínicos amigos que nos dirigiram palavras de apoio.

Post nº 6 sobre este tema



Recomendações 2003 da “European Stroke Initiative” (EUSI) para a Avaliação e Tratamento do AVC Isquémico Agudo.


c)Hemodiluição
O beneficio clínico da hemo diluição ainda não foi estabelecido, nem a possibilidade de risco de edema cerebral excluída. Este tratamento não é recomendado Na abordagem de doentes com AVC isquémico agudo (Nivel de Evidencia I)


d)Neuroprotectores
Actualmente, não há recomendação para tratar doentes com AVC com fármacos neuro protectores (Nivel de Evidencia I)



Unidades de AVC
Está comprovado que o tratamento de doentes com AVC isquémico em unidades de AVC reduz significativamente a mortalidade, a incapacidade e a necessidade de assistência institucional, comparativamente com o tratamento numa enfermaria convencional.


Uma unidade de AVC é uma área hospitalar que se ocupa exclusivamente ou quase exclusivamente de doentes com AVC. Estas unidades caracterizam-se por um quadro técnico com formação específica e por uma abordagem multidisciplinar ao tratamento do AVC. As principiais áreas profissionais da equipa de AVC são: médica (neurologia, medicina interna/cardiologia e fisiatria, enfermagem, fisioterapia, terapia ocupacional, terapia da fala e da linguagem e serviço social .



Há diferentes tipos de unidades de AVC: a unidade de AVC agudo, a unidade combinada de AVC agudo e de reabilitação, a unidade de reabilitação e, finamente a equipa móvel de AVC, para hospitais onde não exista uma unidade de AVC. Nas unidades combinadas e nas de reabilitação os doentes são tratados por períodos mais longos, por vezes durante toda a fase de hospitalização posterior ao AVC.


Foi neste tipo de unidades de AVC que se comprovou a eficácia, mediante ensaios randomizados e meta-análises.


As principais indicações para admissão numa unidade de AVC agudo são:
*AVC agudo instalado há menos de 24 horas;
*Défice neurológico progressivo ou instável (todos os doentes com AVC);
*Necessidade de tratamento específico (ver acima);
*Necessidade de reabilitação precoce;


Recomendações
*Os doentes com AVC devem ser tratados em unidades de AVC (Novel de Evidencia I)
*As unidades de AVC devem proporcionar um tratamento multidisciplinar coordenado através de médicos, enfermeiros e terapeutas especializados na abordagem do doente com AVC (Nível de Evidencia I)



Tratamento das Complicações Agudas
a)Edema Isquémico e Hipertensão Intra craniana


O edema cerebral focalizado ocorre durante as primeiras 24/48 horas após o AVC isquémico. Em doentes jovens ou com enfartes extensos da ACM, o edema pode levar a um aumento da pressão intra craniana (PIC), com o consequente risco de herniação., lesão secundária do tecido neuronal e compromisso das funções vitais.


Terapêutica médica
Os procedimentos básicos consistem na elevação da cabeça até 30º, prevenção de estímulos nociceptivos, alívio da dor, oxigenação apropriada e normalização da temperatura corporal.


Caso haja monitorização da PIC disponível, a pressão de perfusão cerebral deverá manter-se >70mmHg.
Apesar da ausência de forte evidencia, o primeiro tratamento médico é a osmoterapia com glicerol a 10%., normalmente e.v. (4x250 mg), durante 30/60 minutos), ou manitol e.v. (25/50 g cada 3/6 horas). As soluções salinas hipertónicas administradas e.v. (5x100 ml NaCl 3%) têm provavelmente a mesma eficácia.


Os barbitúricos de acção curta, como a tiopental administrado em bólus (250/500 mg) podem reduzir rápida e significativamente a PIC, mas o seu efeito só servirá para tratar crises agudas.


Os corticosteróides não são úteis no tratamento do edema cerebral após AVC.


Hipotermia
Com hipotermia ligeira (33/35º) consegue-se um efeito protector e uma diminuição eficaz da PIC. No entanto, deve realizar-se exclusivamente em centros especializados e que disponham de cuidados neuro intensivos.


Cirurgia
Em séries prospectivas de casos, a cirurgia descompressiva em enfartes hemisféricos ocupando espaço reduziu significativamente a mortalidade, sem aumentar a taxa de sobreviventes gravemente incapacitados. A cirurgia descompressiva precoce, nas primeiras 24 horas após o inicio do AVC, pode reduzir a mortalidade de forma ainda mais marcada.


No caso do enfarte cerebeloso ocupando espaço, a ventriculostomia para alívio de hidrocefalia e a cirurgia descompressiva são consideradas o tratamento de eleição, embora a base de cientifica para esta abordagem não seja mais sólida do que para o enfarte hemisférico. Tal como no enfarte supratentorial, a operação deve ser realizada antes da presença de sinais de herniação.


Recomendações
*Recomenda-se a osmoterapia em doentes cujo estado esteja a deteriorar-se por aumento da pressão intra craniana, incluindo aqueles com síndromas de herniação (Nivel de Evidencia IV);
*Justifica-se ventriculostomia ou descompressão cirúrgica e evacuação em enfartes cerebolosos extensos que comprimam o tronco cerebral (Nível de Evidencia III);
*A cirurgia descompressiva e evacuação de um enfarte hemisférico extenso pode ser uma medida que salve a vida do doente, e os sobreviventes podem ter um défice neurológico residual que permita uma vida autónoma (Nível de Evidencia III)


fonte: Revista "Anamnésis" Vol nº 17, nº 174


Você tem a Praga, a UPD tem o remédio...e que remédio, parabéns pela escolha

Sem querer, cliquei em Desratização e encontrei "isto"...fiquei sem palavras...parabéns pela ideia.
Agora não vou usar a "ratoeira" para matar Ratos, este remédio é bem melhor.


terça-feira, 23 de setembro de 2008

O Porquê nas Taxas de JURO




Taxas de Juro, o porquê do sobe e desce

Nos últimos meses muito se tem falado e escrito sobre taxas de juro, subida de taxas e o impacto nos créditos habitação dos cidadãos. No início do século as taxas baixaram para níveis mínimos. Com o ano de 2006 chegaram as subidas de taxas e o elevar do nível de cedência para os patamares de hoje. As pessoas vêem que a taxa sobe, aliás sentem-na nas suas contas mas será que sabem o que isso significa e o porque desses movimentos? Com esta ideia no pensamento resolvi fazer este post. Não pretendo fazer nenhum ensaio muito elaborado mas apenas de uma forma simples desmistificar o que leva à decisão de mexer nas taxas e quais são os objectivos que o Banco Central têm nessas mesmas mexidas.



Em primeiro lugar é preciso entender quem é o responsável pela política monetária no nosso país. Até ao Euro o Banco de Portugal assumia como uma das suas funções a decisão sobre a taxa de referência. Com a mudança ocorrida na Europa esta responsabilidade transitou dos bancos nacionais para o BCE que centralmente define a politica de taxas para todos os países da zona euro. Note-se que das principais economias europeias apenas o Reino Unido manteve a sua moeda (libra) tendo mantido também o controlo por parte do seu Banco Central da política monetária. Desta forma, temos uma politica integrada que define estratégias para toda uma zona económica e não apenas para uma economia. Esta foi uma das principais consequências do Euro.



O porque de uma decisão de subida de taxas? As taxas de juro estão directamente ligadas à liquidez do mercado, ou seja, à facilidade de obtenção de unidades monetárias e à sua circulação no circuito económico. Numa situação de inflação ou tendências inflacionistas o mercado, de forma a não entrar em ruptura, tem necessidade de estabilizar. Ora a forma de o fazer é subindo as taxas. Porque? Ao subir as taxas o BCE está a condicionar os bancos no preço dos seus empréstimos. Ora uma subida no custo dos empréstimos leva as empresas a tomarem decisões mais restritivas na sua politica de investimentos. Reparem, uma determinada empresa que tencionava expandir-se e que para tal necessitava de recorrer ao crédito bancário, se esse crédito foi mais caro terá de repensar a decisão de forma a manter margens e rácios de acordo com a sua estratégia de negócio. Ao mesmo tempo, empresas com créditos já a decorrer vêem o peso dos seus encargos financeiros a agravarem-se, pesando nos seus custos e condicionando os seus resultados. Desta forma existe a tendência de aliviar os custos e o peso da massa salarial não é excepção. Além do impacto nas empresas, este movimento de taxas tem obviamente impacto nas famílias que vêem os seus empréstimos mais caros e como tal acabem por ter uma menor componente para a poupança ou consumo. Assim resulta que se as empresas investem menos e as famílias consomem menos, existe menos procura no mercado e menos dinheiro a circular (daí a expressão liquidez) o que resulta num abrandar da subida dos preços (inflação) ou mesmo no seu recuo. Um exemplo simples será o preço das casas, se os créditos, por via da subida de taxas, se tornarem inacessíveis, então os preços das casas não poderão subir de forma tão acelerada como o fizeram no passado, ou nalguns casos (ou patamares de preços) poderão mesmo regredir. O perigo deste movimento é obviamente o potencial de subida do nível de desemprego por via do desinvestimento e alívio de custos por parte das empresas, agravado pela diminuição de receitas (que resulta da diminuição das vendas, que como já vimos resulta da menor capacidade das famílias para o consumo).



Por outro lado a decisão de redução de taxas é tomada tendo como objectivo o estimular da economia. Pela mesma lógica uma redução das taxas incentiva as empresas a novos investimentos criando assim mais postos de trabalho e uma dinâmica de consumo ao nível dos bens de produção. Nas famílias o alivio nos custos financeiros e o aparecimento de novos postos de trabalho e provavelmente o aumento dos vencimentos e prémios resultantes dos melhores resultados das empresas, origina uma maior margem para o consumo e poupança, levando a um estimulo da economia. Existe desta forma maior liquidez, maior consumo e mais investimento, ou seja, (num cenário perfeito) crescimento económico. O risco desta politica é obviamente as tendências inflacionistas resultantes do consumo galopante originado pelos investimentos das empresas e pelo excedente de liquidez das famílias canalizado para o consumo.



Percebe-se assim que o equilíbrio entre inflação, desemprego e crescimento económico, está na base dos ciclos de subida e descida de taxas (isto de forma muito simplista obviamente e para ser facilmente entendido). Quero aqui ainda deixar duas notas, uma em relação ao mercado accionista e outra em relação ao mercado cambial. Quanto ao primeiro diz a teoria que uma subida de taxas provoca uma queda no preço das acções por via de dois motivos: os custos financeiros nas empresas aumentam por via dos juros e os seus resultados diminuem por via da diminuição do consumo. Ao mesmo tempo se o valor pago num depósito a prazo sobe os investidores mais conservadores poderão transferir algum valor que têm em acções para produtos mais conservadores. Da mesma forma, diz a teoria, que uma descida nas taxas provoca uma subida nos preços das acções devido ao aumento dos resultados das empresas por via do consumo e ainda do retorno dos seus investimentos. Pela mesma lógica temos ainda que os investidores mais conservadores poderão entender que estão agora mal remunerados nas suas aplicações tradicionais passando alguma parte do seu capital para as acções originando assim pressão compradora. Isto é o que diz a teoria, na prática nos últimos anos não tem sido assim. No inicio deste século as taxas desceram porque era necessário estimular a economia, no entanto os indicadores económicos e o sentimento estava tão baixo que os mercados continuaram a deslizar até mínimos muito acentuados face aos movimentos em alta da bolha especulativa dos últimos anos da década passada. Pelo contrário nos últimos dois anos, com uma politica mundial de subida de taxas, os mercados tem galopado para máximos históricos. Daqui resulta que a teoria deve ser compreendida mas mais importante é conhecer toda uma dinâmica dos mercados e daquilo que diariamente os influencia. Finalmente no mercado cambial, diz também a teoria que a subida das taxas de juro na zona euro provoca um aumento do valor do euro por exemplo face ao dólar. Porquê? Imagine um investidor que tem o seu dinheiro investido em dólares, ora se a taxa paga na zona euro é superior ou sobe, ele poderá decidir passar essa aplicação para a Europa sendo obrigado assim a comprar euros, provocando uma pressão compradora no activo e como resultado fazendo subir o euro face ao dólar. Mais uma vez isto é a teoria, na prática existem outras variáveis e o que se assistiu foi a uma politica muito agressiva dos juros nos EUA e mesmo assim o dólar atingiu mínimos históricos face ao euro. Também aqui é importante conhecer a teoria mas entender que existem muitos factores que justificam estes movimentos e devem ser tidos em conta.



Em resumo, os movimentos nas taxas fazem-se de ciclos, tentando dinamizar a economia para depois tentarem controlar a inflação que resultou desse crescimento provocado e tudo volta ao princípio. Em teoria os ciclos económicos são de sete anos, mas como já puderam ver no parágrafo anterior isso é a teoria, na prática é o que o homem quiser.



Por B. Costa no blog Port. e o Mundo



Por aqui em Roquetas de Mar o Verao já passou! Agora sao trovoadas, chuva e vento forte.


Caros amigos leitores do Bancada Directa



Ocupado em prestar atençao á minha amiga africana Rosyanne, que me está a dar umas excelentes ideias sobre a vivencia das comunidades africanas aqui na zona de Roquetas de Mar, La Mojonera e El Egido, tenho dedicado pouco tempo ao computador, e por isso, ao Bancada Directa. Só aparentemente.



Por aqui em Roquetas de Mar, depois de uma semana de intenso calor, esta segunda feira o Verao foi-se embora. Depois de uma madrugada de intensa trovoada e chuva muito forte, seguiu-se um dia de ventania terrível. E hoje terça feira a chuva pegou de manha e continua pela tarde.



Por estas bandas o gasóleo ainda nao desceu, pois mantém-se nos 1,127 Euros. Quanto a fotos directas só para a semana pois o cabo da camara para a porta USB do computador ficou em Sintra. Coisas da vida.

A foto em cima mostra o Teatro Auditório de Roquetas de Mar, precisamente em frente ao Centro Comercial Gran Plaza. É uma sala formidavel e salas anexas muito funcionais

Mundo Policiário 32/08

Mundo Policiário 32/08

"Recordar é Viver"

Dic Roland e KO = Sempre Presentes


Antes uma pequena nota de Onaírda: o site "Clube de Detectives" tem novo visual e está mais agradavel de se ler. Tem no seu logótipo a imagem de um falcão (peregrino). Sobre esta imagem pensamos o seguinte:

O olhar penetrante e arguto do falcão, mostrando a imagem, ainda, o seu bico demolidor e de sustentação de presas difíceis, com o pormenor de se verem os seus pelos eriçados na cabeça, sinal de que está em alerta sensorial para a descoberta de uma boa solução de um problema qualquer de “fidalguice” E tudo isto sem perder a sua graciosidade de voo. Eis “Daniel (O) Falcão”

Vamos continuar com o tema da semana passada, isto é apresentando o problema nº 3 e as soluções dos problemas 1 e 2. É claro que nos estamos a referir ao suplemento do Jornal “O Benfica” nº 114 de 25 de Março de 1965 e que se chamava “Cultura e Desporto, que tinha a orientação da secção cultural daquela agremiação.

Conforme referimos o grande policiarista Álvaro Trigo, actualmente a viver no Canadá, tinha uma secção intitulada “O crime não compensa” e nessa mesma secção escreveu Joaquim Nogueira Pontes um artigo e 3 problemas sobre Charlie Chan. Como já publicámos no Mundo Policiário 31/08 os problemas 1 e 2 , resta-nos hoje apresentar o problema nº 3 e as soluções dos dois problemas anteriores.

Mas antes vamos inserir uma foto relíquia para o nosso mundo policiário: trata-se de uma foto de família de alguns participantes do IV Convívio da Tertúlia Policiária da Liberdade realizado em Junho de 2008 na Quinta do Rio em Azeitão. Nessa foto vêm-se da esquerda para a direita o Cloriano, Monteiro de Carvalho, a “Dama Escarlate”, o Manuel Barata Dinis (actual “FIGALEIRA” e ex- “BIG BEN)”, o Alvaro Trigo (em plano mais recuado )e por fim o “Tempicos”, o famigerado padrinho/tutor da Katinha Vanessa.
Resta-nos dizer que Álvaro Trigo reside actualmente no Canadá, mas já fez saber que para o próximo ano estará em Portugal e presente no Convívio da Tertúlia Policiária da Liberdade .Está aposentando mas ainda se encontra no activo, pois faz análises económicas. ( ver aqui)
Alvaro Trigo na sua ocupação actual no Canadá

Problema nº3
Nos meios diplomáticos causa gerais preocupações o facto de, em certo jornal, aparecerem periodicamente informações de gravidade e cujo segredo não convinha de forma alguma que fosse do domínio público.

A policia tinha suspeitas sobre três funcionários

do Ministério, mas, embora os vigiasse dia e noite, fora das horas de serviço, não havia ainda compreendido quem era o funcionário informador e qual a maneira como fornecia a perigosa documentação. Charlie Chan, encarregado das informações, passou a estudar todos os passos que os três suspeitos davam fora das horas de serviço.

Um deles, Ramiro, era aparentemente um honesto chefe de família que tomava as refeições com os seus. Os outros dois eram solteiros. Um , Baltazar, rapaz económico e amealhando tudo quanto ganhava para poder casar com uma rapariga de quem gostava, comia um modesto farnel ao almoço e à tarde jantava num restaurante popular e barato. O outro, Fernando, era um sujeito elegante e solene, com preocupações de indumentária, que ias a um restaurante de luxo, pendurava num cabide próximo da mesa o seu chapéu de coco e, depois das refeições, encaminhava-se com o mesmo passo solene para o cabide, pegava no seu chapéu pendurado entre outros chapéus moles, e saía com o seu passo pausado.


Charlie Chan seguia cada um dos três suspeitos e como o jornal continuava publicando as nefastas noticias, ordenou que à saída cada um dos funcionários fosse revistado. Nenhum resultado obteve.

O detective não desanimou. Umas vezes seguia Baltasar ao restaurante barato, outras ia na peugada de Ramiro, até casa deste, outras vigiava o elegante Fernando no luxuoso restaurante onde comia.

Um dia, Charlie Chan foi à Policia e disse ao funcionário competente:
-Já sei como são entregues os documentos ao funcionário competente do jornal. Já sei qual dos três funcionários é o culpado!
Quem era o culpado?
Como entregava ele os documentos?



Solução do problema nº 1
O Dr. Mouzinho foi morto por uma bala disparada pelo aparelho de segurança do cofre, que funcionou quando o agiota ao cair, puxou a porta deste.



Solução do problema nº 2
O criminoso foi o criado Maurício. Charlie Chan descobriu-o pelo seguinte:
Dada a rapidez com que o crime fora cometido, o assassino não podia estar longe. À vitima faltava a carteira e o relógio. Quem sabe se o ladrão fora um dos empregados do hotel.
Disfarçadamente, fingindo ter o relógio parado, Chan perguntou as horas ao rapaz do elevador e a Maurício. O primeiro disse serem 10h53. O segundo disse que eram 9h55. O relógio deste estava atrasado uma hora. Ora em Espanha, em Junho, as horas estão atrasadas sessenta minutos em relação às portuguesas.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Fora de jogo


domingo, 21 de setembro de 2008

Excertos de opinião sobre Crises Leoninas...




Sporting: alguém fala com Vukcevic?


Desconfia-se que o mais importante do «caso Vukcevic» fique para sempre entre Paulo Bento, o jogador e um ou outro elemento próximo do futebol do Sporting.
O facto de não possuirmos todos os dados limita a análise do caso e sobretudo impossibilita a definição, simplista mas tão do agrado dos adeptos, de um culpado. Entre Paulo Bento e Vukcevic, sinceramente não faço ideia quem mais terá contribuído para a ruptura.
Nem me parece que esse seja o ponto fundamental.

Estranho é que o clube assista a tudo isto com uma calma que pode ser confundida com dificuldade de análise ou impotência. Antes da partida para Barcelona, o presidente do Sporting afirmou que Vukcevic era preocupação para o treinador. É uma maneira de olhar para o problema. Mas não necessariamente a melhor.

De acordo com o que é perceptível, a diferença de opiniões entre Paulo Bento e Vukcevic começou ainda antes da final da Taça de Portugal, que o Sporting ganhou. Seguiu-se o defeso e esse teria sido o tempo certo para resolver o problema. Se o conflito era insanável, o jogador deveria ter sido cedido. Caso contrário, deveria começar a época em plano de igualdade com os colegas.

E não digam que o montenegrino não avisou. Em Julho, no regresso ao trabalho, afirmou que merecia ser titular. O treinador não hesitou em responder-lhe, publicamente. Não era preciso estar muito atento para adivinhar que a questão não estava resolvida. Longe disso.
Do meu ponto de vista, a guerra fria entre Paulo Bento e Vukcevic, às vezes sublinhada por declarações do treinador, do empresário ou do seleccionador de Montenegro, dura há quatro meses. É isto que não se entende, como também não se percebe a humilhação a que foi sujeito o futebolista em Madrid: jogaram todos menos ele e Daniel Carriço. Quer dizer, o treinador tem todo o direito de escolher quem quer. Mas no contexto que se vivia, o acto foi de grande hostilidade para o jogador.

Aqui chegado, regresso ao início do texto. Não possuo todos os dados, por isso não consigo, em consciência, dizer de que lado está a culpa (se é que não se divide, em percentagens que não alcanço). Apenas reafirmo que um clube não pode dar-se ao luxo de assistir da tribuna a um problema que se eterniza entre treinador e um dos melhores futebolistas do grupo.
A sensação que dá é que se trata de um tabu no Sporting. Há semanas, Paulo Bento desafiou os jornalistas a perguntar a Vukcevic se tinha algum problema com o treinador. No sábado foi pedida a presença do futebolista na «flash-interview» mas o clube impediu-o de prestar declarações, segundo foi dito pelo jornalista da «SportTV». Faz sentido?

Minutos depois, Vukcevic afirmou que deseja ir embora em Dezembro (Janeiro, quando abre o mercado). Isto sucedeu depois de o treinador o ter colocado a jogar durante 45 minutos, uma decisão que os adeptos aplaudiram com entusiasmo. Pergunto: no Sporting ninguém conversa frontalmente sobre os problemas? Ninguém sabe o que pensa o esquerdino sobre a situação que vive há meses e de que maneira acha possível resolvê-la? Fica a dúvida.

Por L.Sobral no MF


As palavras de Vukcevic e FSF

Todos os jornalistas ontem queriam ouvir Vukcevic mas o Sporting não deixou que o mesmo fosse á SporTV falar. Uma atitude pouco coerente se tivermos em conta as palavras de Bento. Vuk sabe perfeitamente bem que só jogou ontem porque Iz se lesionou. Caso contrário nem sequer faria 4 minutos. E foi aí que a bomba explodiu!
"Sinto-me bem. Depois de muito tempo, joguei mais que quatro minutinhos. Mas não estou aqui para falar do jogo. Há um mês que se fala de mim. Eu quero é jogar e ajudar a equipa a ganhar jogos, a ganhar títulos e taças. E isso é mau aqui... Por isso, já decidi que vou sair do Sporting em Dezembro. Ainda não tenho clube, mas vou procurar. Irreversível? Todos sabem que luto em campo, que não dou nenhuma bola por perdida. Não percebo algumas coisas. Nunca me coloquei por cima da equipa ou do clube. Isto é difícil para mim, mas há coisas piores na vida. Obrigado aos adeptos, mas assim não posso continuar aqui. Desejo o melhor ao Sporting."
A verdade é que o Sporting pagou 2,5 milhões de euros por apenas 50 % do passe de Vukcevic e o jogador vai mesmo sair do Sporting, podendo acontecer que volte a Portugal muito rapidamente. Entretanto o Futebolartte sabe que Soares Franco tinha pedido a Ribeiro Telles para que tentássse resolver esta situação o quanto antes. Agora depois destas afirmações veremos o que vai mesmo acontecer. Soares Franco se quer realmente recandidatar-se (o diabo seja cego surdo e mudo), terá que saber resolver esta situação o que me parece díficil atendendo ao tipo de contrato que o atleta tem. Só sei que assim Paulo Bento está a perder todo o balneário aos poucos. Primeiro foi Stoi, depois Moutinho e agora Vuk. Se enquanto for ganhando está tudo aparentemente calmo, quando as séries negras de derrotas começarem a aparecer ...
Agora nunca se esqueçam que já no inicio de Julho o jogador afirmara:
"Pretendo jogar como sempre, a 100 por cento. Mas primeiro está o Sporting. Sair? Fala-se muito mas veremos o que acontece esta semana porque eu quero jogar e não pretendo sentar-me no banco. Essa é a minha prioridade e penso que mereço jogar. Vou falar com a SAD esta semana ou na próxima. Gosto muito do clube, dos adeptos e de todos os jogadores mas mereço jogar."

Mais palavras para quê ? Eu já tinha avisado que :
"Acredito que grande parte do futuro de Postiga e Vukcevic se joga neste próximo jogo frente ao Belenenses. Postiga se quiser não ser a eterna 4 escolha terá de mostrar tudo aquilo que vale frente e antes que Derlei e Liedson recuperem dando assim muito que fazer a Paulo Bento. O mesmo poder-se-á dizer de Vukcevic que tem uma oportunidade de ouro para calar de vez o mister verde e branco. Ou será que o mister já se esqueceu que o único médio do Sporting que na temporada passada fez 14 golos nos 45 jogos que disputou se chama Vukcevic ?"
Postiga este num nível elevado, já Vukcevic queimou-se a todos os níveis! O jogador parece que não percebe o significado de EQUIPA e blindagem! Acredito piamente que irá deixar Alvalade sem glória. Veremos como se vai sair mais a norte da Europa ...



Derlei fala de Vukcevic


“já ocorreu isso por exemplo com ele na equipe onde ele estava no Saturn na Russia. É um jogador que tem qualidade mas me explica por que é que ele não jogava lá ? Claro que ele tem as razões dele mas naturalmente o treinador do Saturn também tinha as razões dele e tal o que acontece hoje aqui. Ele tem a seu favor, a qualidade, tudo aquilo que ele fez no passado mas é como eu expliquei, eu acho que o treinador pelo menos, aquilo que ele explica é que o passado pra ele não vale nada, simplesmente o presente.” - excerto de uma entrevista de Derlei que pode ouvir mais logo no Domingo Desportivo da RTP1. É muito mau e estranho que o Sporting Clube de Portugal, Clube Centenário, assista a tudo isto lá do alto da sua tribuna com uma calma e tranquilidade que pode levar o adepto a pensar tratar-se do clube do “deixa andar”. Afinal neste Sporting quem é que dá a cara, enfrenta os problemas e fala frontalmente com os sócios, simpatizantes e accionistas da Sad ? Mais. Com estas declarações de Derlei, aquele balneário deve tar lindo deve!


Por Futebolartte

VUKCEVIC NÃO MERECE PERDÃO


Vukcevic desrespeitou, mais uma vez, o grupo de trabalho do Sporting ao afirmar, no final do triunfo com o Belenenses, por 2-0, jogo que assinalou, também, o regresso do montenegrino à competição, que já decidiu: quer deixar o clube de Alvalade na reabertura do mercado de transferências.Talvez mal aconselhado, escudado no carinho e apoio que as claques leoninos sempre lhe tributaram, o internacional montenegrino pisou o risco e vai forçar Paulo Bento a defender o grupo e a prescindir do seu concurso. A não ser que Vukcevic decida (ou seja ajudado a decidir), entretanto, retractar-se publicamente. Há momentos em que o silêncio é de ouro. Vukcevic tem dificuldade em perceber as regras do jogo e o código de conduta do balneário e do colectivo e, tal como já tinha acontecido na sua passagem pelo futebol russo e pelo Saturn, pensa exclusivamente no seu bem pessoal, pouco se importante com as necessidades do grupo. O montenegrino julga-se o Maradona. Está enganado. E, depois de ter sido "despachado" do Saturn, prepara-se também para deixar Alvalade sem brilho nem glória. Desta vez, Vukcevic não merece perdão.


Por Janela de Contraste

" O divórcio sem consentimento dos dois cônjuges terá que ser assente em causas objectivas, como a separação de facto por um ano consecutivo, a alteração das faculdades mentais que dure há mais de um ano, a ausência pelo mesmo prazo e por "quaisquer outros factos que, independentemente da culpa de um dos cônjuges, mostrem a ruptura definitiva do casamento." (na nova lei 'do divórcio') se continuar a existir o pragmatismo que presidiu à actuação dos responsáveis do 'sporting', - a todos os níveis - aquando do affaire 'joão moutinho', é crível que daqui até ao natal seja possível ao clube de alvalade e ao jogador montenegrino, vukcevic, encontrarem maneira de se entenderem.se até lá não forem capazes de o fazer, então, que cada um siga o seu caminho.continuar a mostrar publicamente que andam de candeias às avessas é que não!...porque é demasiado mau para os dois lados.


Por A. Boronha


Opinião pessoal:

As opiniões são muitas, mas quem terá razão?!Podem argumentar muitos que se dividem, mas ninguém saberá ao certo [senão os mesmos] o que se passa na realidade... Paulo Bento diz que está tudo bem e nada existe e até manda os jornalistas falar com o jogador para saberem se existe problemas, o jogador e outras personalidades [empresários, seleccionador do seu país, e outros] dizem que existem problemas e que o jogador não entende porque não joga. Depois na imprensa o treinador manda recados para o jogador e assume que existe algo, e este responde depois de jogar e sentir-se incomodado com as recentes declarações do treinador à imprensa, e talvez de se sentir humilhado de ser um dos únicos que não jogou num particular em Madrid e jogar 5 minutos num jogo anterior, ao qual aproveita uma boa prestação de 45 minutos para prestar umas declarações que nada abonam para o seu futuro... Algo vai mal e muito neste caso... e não é virgem dos dois lados. Mas devem resolver rapidamente para não se transmitir muito mais para grupo de trabalho e prejudicar o conjunto [declarações de Derlei sobre um colega não são nada oportunas para com um colega], sendo prejudicial também para o clube, que tem um activo de qualidade a desvalorizar muito, sem tirar benefício algum com isso, seja desportivo ou financeiro. O treinador tem de tomar decisões de quem joga, quem fica no banco, quem fica na bancada, e mesmo não sendo do agrado de todos, pelas razões inerentes, todos tem de respeitar e estar preparados para demonstrar que o treinador está equivocado quando chamado, mesmo por vezes não sendo justo aos olhos de quem tem uma opinião diferente, o respeito tem de existir dentro e fora.

O respeito pelo treinador, colegas, direcção, sócios e adeptos tem sempre de existir, pois quando se passa os fundamentos para o exterior em falta de respeito pela hierarquia, perderá [se tinha alguma] razão e credibilidade [Isso inclui o treinador, que não deve andar sistematicamente andar a dar recados na imprensa], mesmo quando se tem "rabos de palha" deixados antes.


Por falar em "rabos de palha", o jogador Vukcevic já tem alguns nada abonatórios, nomeadamente pelos clubes anteriores[ Partizan, Saturn, e agora Sporting
[alguns relatos aqui] mas Paulo Bento também já tem a sua conta de incompatibilidades, como foram os casos de Carlos Martins, Beto, Custódio, Douala, Sá Pinto, Stoi, agora Vukcevic, para não falar em alguns casos como Polga, Liedson, e o recente Moutinho em que o tratamento de alguém que diz que quer sair do clube da forma que disse, e ainda mais sendo capitão, e sendo casos distintos, houve gravidade, e os tratamentos foram diferentes...

Acho que tem de haver juízo da parte dos jogadores e nas suas declarações que na sua maioria são influenciados e mal aconselhados por pessoas que os rodeiam e tem interesse nos seus activos [empresários e clubes pretendentes a custo inferior ou que querem destabilizar], e também acho que Paulo Bento tem de moderar também a sua personalidade e ser mais flexível no relacionamento com os jogadores [pois nem todos tem personalidades iguais e tem de se lidar de maneira diferente em cada caso], sem perder os seus princípios e linhas traçadas junto do grupo, sendo disciplinador mas sem exageros, o diálogo tem de ser sempre uma prioridade com todos, sendo coerente para com o grupo no geral e não só para alguns, mas avaliando as situações para não ser injusto em algum momento ou tentando ser o menos possível,ter coerência em cada situação, para que não passe esta a teimosia e conflitos constantes com alguns jogadores, que nada beneficiam o grupo e o clube, e que normalmente até são quase sempre os mais virtuosos e desequilibradores da equipa por coincidência...será só isso: ...uma infeliz coincidência!!


A rever nos próximos anos...


Tenho por lema com as minhas equipas uma regra muito simples:

Sou um defensor acérrimo do diálogo no grupo de trabalho, mas .... - O treinador tem sempre razão, mesmo não tendo, e não pode tolerar individualismos em detrimento do colectivo.
E quando não tiver, os jogadores têm de respeitar. Ponto final. Os resultados darão o veredicto e a direcção sempre terá a última palavra.



Bem Hajam

*******************
*******************

APARTE....

Ao ler a entrevista do presidente do Sporting ao jornal Expresso e ler coisas como "ser campeão, financeiramente, vale quase zero" é das coisas mais interessantemente estúpidas que se pode ler num fim de semana chuvoso. É uma vergonha o Sporting ter um presidente que fala assim, revelando que não percebe puto de futebol, não é honesto, não consegue disfarçar todo o fracasso da sua política dentro do clube e o embuste que representa para muitos dos sócios e adeptos sportinguistas. As eleições chegam em Junho de 2009 e veremos se o senhor vai ser mesmo re-eleito. O passivo de 238 milhões e o caso do congresso leonino são exemplos desta política de fracasso de Franco mas os sócios do clube de Alvalade também parecem demasiado lentos e permissivos, parecendo querer que tudo continue na mesma, durante largos e bons anos ...

Por Courrier Paparazzo

****************************
****************************



Opinião pessoal:
Não sei se estará correcto nas afirmações todas, mas dará com certeza para muitos sócios leoninos reflectirem o que vai mal no leão e sua gestão, que fica praticamente sem património [academia já está praticamente nos activos da Sad e não do clube, o que faz com que pertença aos accionistas e estádio é o senhor que se segue], fica com equipas para consumo interno, modalidades amadoras contam-se pelos dedos, e o passivo desce a conta-gotas, e sempre com justificações ou promessas de melhoras....Se os resultados não aparecerem, não sei não...prevejo a curto/médio prazo, um futuro nada risonho, se não alterar a política de gestão dos últimos anos, mas nada que me preocupe ou tenha algo a ver com isso, simplesmente dou a minha opinião.

Talvez apareça por ai um investidor russo, americano ou árabe...

Mas sinceramente, ser campeão para este presidente, "...vale quase zero", para que raio compete um clube de futebol com prestígio e títulos no campeonato, se não ganha quase nada financeiramente? Tenho uma visão diferente, e muito....E depois diz que quer sócios e precisa deles, com frases destas....Sinceramente faz muita confusão como se dá tiros nos próprios pés, e é caso para dizer "não havia nexexidade..." .

Já o representante do Sporting, Rui Oliveira e Costa no 'trio de Ataque', disse uma vez, que preferia ser segundo duas vezes e um terceiro lugar, que campeão e duas vezes terceiro, compreendo o alcance das palavras, mas são o contra-senso dum clube de futebol a todos níveis, ainda para mais de um grande clube de futebol, e que quer competir ao mais alto nível mundialmente, que precisa de receitas para melhorar financeiramente, pois quanto mais prestígio, mais publicidade, mais poder de negociar contractos vantajosos, e ganhando as possibilidades aumentam mais de ter mais receitas, pelo menos na minha opinião.

Por isso não admira que o Sporting esteja nesta crise financeira a alguns anos, pois o principal objectivo, foi construir nos terrenos que eram do clube, hipotecar património aos bancos, e vender o mesmo a empresas paralelas, ficando ainda com dívidas do mesmo a pagar aos bancos, sendo refém de si mesmo e de quem gere...

Uns admiram-se porque Pinto da Costa é um dos melhores gestores desportivos e porque querer ser sempre campeão ano após ano [mesmo que tenha de fazer tudo para o ser]. Será que este homem está errado, por ganhar quase sempre?!!!

Dá para reflectir....


Benfica e Joaquim Oliveira

Sobre a presença de Joaquim Oliveira junto a Luís Filipe Vieira no jogo Nápoles-Benfica,este artigo do site Forum Benfica [em baixo] ajuda a perceber algumas coisas para os mais desatentos...


Mas, depois da "Zon" ter boicotado, o Canal Benfica e a Meo lhe ter aberto a porta, não me parece muito honesto que exista a possibilidade de tudo voltar para "Zon", mesmo pagando mais uns milhões, o que me parece que não irá acontecer, pois se tal se viesse a verificar, Joaquim Oliveira teria de renegociar todos os outros contratos, principalmente os do Porto [ tem contrato até 2014] e Sporting [imaginem...até 2018] e não me parece que ele se sujeite a isso. Aliás o Sporting tem sido comido por vários lados, até neste contrato que assinou, o que não admira com a direcção que tem [já era para terem 150 milhões de passivo, segundo o presidente no final do ano que foi eleito, mas desculpas existem sempre], uma vez que o Porto não fica a perder, descansem...


O dinheiro não é tudo nem justifica todas as acções, mas se o Benfica ceder aos interesses do Joaquim e seus pares, das duas uma, ou é falta de carácter ou estratégia!!!!.






"Algumas pessoas têm questionado sobre os últimos acontecimentos envolvendo o Benfica e Joaquim Oliveira ( festa dos 10 Anos da Sporttv e tribuna do jogo Nápoles-Benfica). Para que entendam o que se está a passar, convêm relembrar alguns factos e dar algumas indicações: - A Zon Multimédia (antiga PT Multimédia) e a Controlinveste (de Joaquim Oliveira) detêm cada, 50% do capital da Sporttv. Além disso a Zon Multimédia detêm a principal plataforma de televisão por cabo: A Zon Tv Cabo. Joaquim Oliveira é um dos accionistas de referência da Zon Multimédia. - Quando o Benfica tentou constituir a Benfica TV, há cerca de 2 anos, apenas existia uma plataforma de abrangência nacional para distribuir o canal: A Tv Cabo! Temendo que a Benfica Tv pudesse ser concorrente da Sporttv em alguns conteúdos (modalidades amadoras, boletins noticiosos, jogos não contratualizados com a Controlinveste, etc.) a Zon Multimédia ajudou a boicotar a Benfica Tv.

Joaquim Oliveira quis boicotar o canal porque sentia que este projecto seria uma ameaça ao seu poder negocial ao nível dos direitos televisivos dos clubes de futebol.

- A Benfica Tv esteve 2 anos boicotada sem que o Benfica pudesse colocar o canal no ar, até que a PT decidiu lançar uma plataforma de distribuição de Tv, utilizando a tecnologia Iptv. A Clix já tinha lançado um serviço semelhante (Smarttv) mas pertencendo à Sonae não existiria grande interesse estratégico, por parte do Benfica, em lançar o canal através dessa plataforma.

- Devido à separação da PT e da Zon (antiga PT Multimédia) a Zon começou a tentar ganhar quota de mercado à PT no telefone e internet e a PT reagiu tentando ganhar quota de mercado na tv por subscrição. Os recentes estudos de mercado indicavam que os clientes preferiam aquirir packs de serviço (triple-play: Net+Voz+Internet) e dessa forma era previsível que os 2 grupos empresariais entrassem em competição nesse importante mercado, que vale milhares de milhões de euros, lançando novos serviços concorrentes.

- Tendo em conta que o Benfica tinha o seu canal bloqueado pela Zon Multimédia, e que a PT pretendia massificar uma plataforma de tv alternativa (Meo), uma eventual parceria seria excelente para ambas as partes. Não é por acaso que a direcção do Benfica tentou atribuir uma distinção a Henrique Granadeiro, antes do lançamento do projecto Benfica Tv ser do conhecimento público. Essa distinção foi rejeitada numa célebre AG, de uma forma baixa e cobarde, por determinados sócios com agenda própria, que implicava a tentativa de boicote da parceria entre a PT e o Benfica, agindo esse grupo em claro benefício da Zon e da Controlinveste.

- Esses socios agiram como "cavalos de troia", e infelizmente muitos outros sócios foram utilizados como marionetas devido a assuntos colaterais, numa Assembleia Geral onde se assistiu a cenas lamentáveis, como o facto de o Presidente do Benfica ter sido insultado e achincalhado, apenas e só porque estava a defender os interesses do Benfica e não de determinadas empresas que tentaram prejudicar o Glorioso (Zon e Controlinveste). Acontece que o Benfica é mais forte que certos "conspiradores", que apenas se movem nas sombras por caminhos tortuosos que nada têm a ver com o Benfica.

- O Grupo PT é muito maior que a Zon (A facturação do Grupo PT ronda os 6 mil milhões de euros anuais e a facturação da Zon ronda os 750 milhões de euros), dessa forma a estratégia foi tentar tudo para desestabilizar o seu parceiro e a sua direcção através de AG´s tumultuosas, orgãos de comunicação social sempre a desestabilizar, Grupos de oposição em comunidades online e manifestações públicas, etc. Essa desestabilização chegou mesmo ao cúmulo de no dia de realização da AG do Benfica, que aprovou a constituição da Benfica Tv, ter surgido uma notícia completamente falsa, nos jornais da Controlinveste, sobre um "Caso Alcides" que alegadamente teria levado o Benfica a descer de divisão.

- Mesmo com esse desesperado golpe, que foi alertado de imediato neste blog, e em outros blogs parceiros, a Zon e a Controlinveste não conseguiram que essa AG tivesse ambiente problemático, já que a "estratégia" nessa altura já começava a ser evidente. Por outro lado, os sócios do Benfica, na sua grande maioria, reconheciam os benefícios de um Canal de televisão próprio, mesmo sem saberem que já existia na altura uma parceria estratégica forte a ser forjada com a PT. - Devido à guerra mediática que envolveu os diversos grupos de comunicação no caso Apito Final e Uefa, este assunto (Benfica Tv) passou despercebido para a maioria das pessoas. No entanto o Benfica ia lançando algumas notícias sobre o seu desenvolvimento operacional: a empresa de consultoria (Cherry Entertainment), o director do Canal (Ricardo Palacin), etc. Os "cavalos de troia" até o director da Benfica Tv tentaram descredibilizar ...

- Até que surge o grande anúncio!!! Após uma campanha massiva e cheia de notoriedade da Meo (ajudada pelos Gatos fedorentos) ficou a saber-se que a Benfica Tv iria ser lançada inicialmente, e em exclusívo, na plataforma Meo da PT. O dia da "revelação" tornou tudo mais claro para a generalidade das pessoas. O Benfica conseguia associar-se a um aliado de "peso" para o lançamento da Benfica Tv, e ainda por cima, conseguia lançar um consórcio capaz de fazer frente a duas importantes empresas dos sectores das Telecomunicações e dos Media, como é o caso da Zon e da Controlinveste.

- A partir daí aconteceu o que já se esperava e que tanto temiam os executivos da Zon e da Controlinveste. A nação benfiquista com a sua grandiosa força "acordou", começou a perceber os esquemas e tentativas de boicote do passado, começou a aderir em massa à plataforma Meo, e a hostilizar de forma declarada a Zon e a Controlinveste como nunca antes tinha acontecido. O "Apocalipse Now" estava em andamento e os dirigentes destas empresas entraram em completo pânico com o movimento gerado na opinião pública...

- Após o anúncio de que a Benfica Tv seria lançada em exclusivo na Meo, surge a "bomba atómica" final: O jogo Benfica - Nápoles seria transmitido em exclusivo na Benfica TV/Meo. Aconteceram milhares de cancelamentos da Tv Cabo, milhares de mails e telefonemas, milhares de ameaças de cancelamento caso a Zon não tivesse a Benfica Tv, os objectivos estratégicos da Zon ficavam definitivamente em risco de ser alcançados ... O "Apocalipse Now" tornava-se realidade!! - Para compreenderem melhor o "Apocalipse Now", basta dizer que a Tv Cabo tem 1,5 Milhões de subscritores, a Meo em poucos meses já ultrapassou os 100 mil subscritores e aproxima-se rapidamente dos 200 mil subscritores! Devido à exclusividade da Benfica Tv, basta apenas à Zon perder 10% do seu negócio (150 mil clientes) para ficar sem 75 MILHÕES DE EUROS em cada ANO!! Comparados com os 7,5 Milhões de euros/ano que o Benfica recebe pela transmissão dos direitos televisivos, percebe-se bem a magnitude do "furto" que está a acontecer ao Benfica.

- Tendo em conta o cenário "caótico" que se gerava, (as adições liquidas de subscritores da Zon, no 1º semestre de 2008 já tinham caído 34,3% face ao 1º semestre do ano anterior, com tendência para piorar devido ao efeito Benfica Tv) não admira que os gestores da Zon e da Controlinveste tenham reagido, e começaram a tentar tudo para impedir que o "caos" se acentuasse. Poucos dias após a "bomba atómica" a Zon já prometia aos seus insatisfeitos clientes que teriam a Benfica Tv em breve, mesmo tendo deixado de negociar com o Benfica em NOVEMBRO de 2007!!! Por outro lado, a Controlinveste não anunciava a transmissão do jogo Nápoles - Benfica na Sporttv ou em qualquer outro canal!! - Por coincidência a Sporttv festejava os seus 10 Anos de existência, e o "estado maior" do "Glorioso" Sport Lisboa e Benfica é convidado para a festa e aparece em força (Presidente: Luís Filipe Vieira, CEO:

Domingos Soares Oliveira, Administrador da SAD: Rui Costa)! Como seria de esperar os dirigentes do Benfica foram recebidos da melhor forma por Joaquim Oliveira, já que este estava super interessado em abrir novas "vias negociais" com o "Maior". Devido a esta nova abertura negocial, passadas poucas horas a Sporttv anunciava a transmissão do Nápoles-Benfica, e foi feito o convite para que Joaquim Oliveira se deslocasse a Napoles, convite esse que foi prontamente aceite, e que o jornal "O jogo" anunciou com grande pompa e circunstância, de forma a tentar "apaziguar" a "rebelião" da gigantesca e "olimpica" nação Benfiquista.

- A genialidade e brilhantismo dos dirigentes do Glorioso permitiu virar o jogo negocial ao contrário, e após vários anos, tanto a Controlinveste como a Zon começaram a demonstram um enorme interesse em negociar com o Benfica. Mas desta vez a posição negocial do "Glorioso" é bem "diferente" ... - Após esta extensa, detalhada, e exclusiva explicação, acreditamos que se questionem sobre que tipo de acordo negocial poderá ser considerado como justo para o "Grandioso", "Luminoso", e "Olímpico" Sport Lisboa e Benfica.

Quanto a essa questão, já publicamos há 1 semana a nossa opinião em Benfica Tv na Zon? Paguem a "peso de ouro"!!



"o Benfica só deverá aceitar colocar a Benfica TV na plataforma ZON Tv Cabo, se a sua sócia na Sporttv (Controliveste) fizer um novo acordo com o Benfica:

- Direitos televisivos, até 2010 (2 épocas), por 20 Milhões de euros / Ano;
- Gestão do Site Oficial do Benfica novamente a cargo do Benfica;
- Jogos da Super Liga do Benfica, em casa e fora de casa, disponíveis em diferido na Benfica TV, sendo que alguns desses jogos sejam também disponibilizados em directo na Benfica Tv, sem direito a exclusividade."
* Por cada ano adicional de duração do contrato dos direitos televisivos, defendemos que o encargo anual deverá aumentar 5 Milhões de euros em cada ano do contrato. (Até 2011: 25 Milhões de euros/Ano; Até 2012: 30 Milhões de euros/Ano, etc.)

Estaremos atentos ao desfecho desta negociação, e esperamos uma melhoria considerável das condições que o clube da Luz passará a ter, até porque este assunto irá definir, em grande medida, a avaliação do 2º mandato de Luís Filipe Vieira, tendo em conta que esta foi uma das suas principais apostas ... Aguardemos, pois, pelos próximos capítulos..."

In Forum Benfica



Escola do Futebol....


No blogue BBola pode ler-se 2 post que ajudam a perceber como funciona a Escola do Dragão. Os grandes de Lisboa mesmo assim, têm muita dificuldade em ter um modelo idêntico, e a EUFA já tenta copiar, por isso não admira que o Porto tenha tanto "sucesso'dentro como fora de Portugal, seja no campo ou fora dele.
Nem precisa de mais comentários...Parabéns aos seus dirigentes.


Chamem a polícia


Segundo o JN, a UEFA não vai reabrir o processo do FC Porto antes de se conhecer a sentença dos tribunais civis e isso pode levar entre 4 a 6 anos.Antes de todo este aparato, sempre ouvi dizer que a UEFA até castiga os clubes que recorrerem aos tribunais civis, mas tudo bem, este caso até é de polícia, mas segundo outros “experts” na matéria, o que na justiça civil pode não ser crime, na justiça desportiva é muito provável que seja, até porque os regulamentos desportivos nada têm a ver com o Código Penal. Pelo menos quando convinha, esta tese sempre vingou, mas agora a UEFA pede para chamarem a polícia.Mas, não faz mal. Já todos percebemos, até onde vão os tentáculos do polvo. Volto a referir, que o Platini, aprendeu muito com o Moggi da Juventus e com a Máfia italiana e marselhesa.


Escola do Dragão atrai a UEFA

Numa notícia de hoje no CM relata-se a forma como os jogadores do FC Porto são vigiados fora do relvado. É a liberdade das pessoas que está em causa, muito embora tudo não passe de uma forma para proteger o investimento.Mas, o mais grave é que a UEFA já manda alguns dos seus quadros para serem formados no Estádio do Dragão, a quem o seu presidente chama de batoteiros. O que sempre disse de Platini, está aqui agora comprovado.
PS: Essa cambada não controla só os seus jogadores, também controla jornalistas. Há uma organização perfeita, onde na hora chega a informação de quem está com quem e onde está e até quem paga a conta. Se for dos que não se deixam dobrar, até pode ter espera à porta do restaurante. Já aconteceu comigo. Sorte minha estava bem acompanhado.
A resposta ao que disse no post anterior está aqui por baixo.


Mariano vítima dos 'espiões'

Quinta-feira, 14 de Agosto de 2008, antevéspera da Supertaça Cândido de Oliveira. Os argentinos do FC Porto jantam num conhecido restaurante da Invicta. Um ritual que se repete todas as semanas, não fosse o caso de as horas do recolher (23h00) decretadas no regulamento interno do clube serem violadas. Mariano é também o que mais se excede nas bebidas da refeição e dá demasiado nas vistas. Numa mesa ao lado, uma pessoa pegou no telemóvel e telefonou para o clube presidido por Pinto da Costa. Assim que a ocorrência foi confirmada, o Dragão aplicou logo o veredicto - Mariano fica fora dos convocados para o jogo com o Sporting (derrota por 2-0), no Estádio do Algarve. Oficialmente, o jogador teve uma gastroenterite.

O argentino foi o último a sentir na pele o efeito da conexão perfeita entre os dragões e os seus adeptos. No Porto, não há jogador que possa dar-se ao luxo de violar os regulamentosinternos, semque o clube saiba. Segundo soube o Correio Sport, o processo é simples e tudo é feito com a maior discrição possível. Quase nunca os casos chegam à Comunicação Social, como sucedeu com Mariano.

“Ao longo dos anos, poucos se atreveram a violar as regras”, contou uma das fontes. Outra lembra um caso que foi complicado de gerir: Deco. A persistência e o alto rendimento do médio funcionaram, no entanto, a seu favor. “Por vezes, a SAD fechou os olhos”, relatou uma fonte.

Já Bosingwa não se preocupava em esconder os seus ‘pecados’. A sua rebeldia não deixou saudades a Jesualdo Ferreira, mas o problema foi resolvido a contento de todos: saiu para o Chelsea por 20 milhões de euros.

O avançado sul-africano Benny McCarthy tentou ludibriar o ‘Big Brother’ e optava por se divertir em Vigo, em Espanha. Até aí foi apanhado e denunciado pelos adeptos portistas. Passou alguns jogos na bancada.

Há muito que os dragões, aliás, se podem gabar de ser o clube mais fechado de Portugal. O modelo organizativo é seguido à risca e até a UEFA se rendeu à evidência. Em Portugal, muitos jovens quadros do organismo que superintende o futebol europeu são enviados para fazer estágio no Dragão. O Correio Sport apurou que tanto o actual director-geral da SAD, Antero Henrique, como o team-manager, Acácio Valentim, declinaram convites para integrar a estrutura da UEFA. Na época passada, um membro da UEFA esteve no Porto para se familiarizar com a organização dos dragões.

ALTO RENDIMENTO TRAVA CASTIGO

Deco foi um dos jogadores que mais prevaricou com a disciplina no FC Porto. Segundo fonte próxima da direcção portista, a SAD “teve de fechar muitas vezes os olhos, dado o alto rendimento” do médio que joga no Chelsea de Scolari.

sábado, 20 de setembro de 2008

A origem do Futebol

Newsletter da A. Desportiva Taboeira




A newsletter da AD Taboeira já está disponivel com mais novidades

Visita o Site da ADTaboeira e descobre mais notícias





QUERES JOGAR FUTEBOL?

Estamos a realizar

Treinos de Captação de Talentos

CLICA AQUI para saberes os horários




Jogos de preparação

Agora que os treinos já começaram são

vários os jogos para este fim de semana


Veja as fotos disponiveis

Ler mais...



A AD Taboeira também já está presente na Blogosfera


Ler mais...



sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Palermo e os palermas que somos nós


Numa recente viagem, li algures na parede de um aeroporto, no habitual frenesim do embarque/desembarque: "Nada há de tão certo como a mudança". Não deu para reparar se era publicidade ou apenas uma estranha mensagem de carácter bíblico mas a verdade é que a frase seguiu caminho comigo e chegou aqui.

Políticos e dirigentes desportivos gostam muito de falar na palavra "mudança". Sobretudo quando são candidatos a um cargo ou se esgotou tudo aquilo que prometeram. Nessa hora, pode ouvir coisas assim:

- Para o ano vamos ser campeões!
Ou:
- O país precisa de mudança!
Tenho como máxima uma outra frase que um amigo brasileiro, também jornalista, me passou, a propósito do que acontecia no jornal onde trabalha:
- Nada é tão ruim que não possa piorar!
Acho que dirigentes desportivos e políticos seriam absolutamente honestos se em vez de nos venderam estas estórias de mudanças parafraseassem simplesmente o meu irmão brasileiro. Não só falariam verdade como nos dariam algum consolo. De facto, pensando bem, podemos estar mal mas ainda não atingimos a miséria social e intelectual extrema. Os engravatados estão certamente a preparar algo de muito mais grave mas esse nirvana ainda está longe.

Sei que é uma visão uma bocado catastrofista da "coisa" mas aceitem-na como minha ou então como simples caso de cegueira, capaz perfeitamente de ser validada em termos médicos. A verdade é que os nossos dirigentes não merecem a nossa confiança. Podia citar Bush e o seu argumento das armas de destruição massiva para justificar uma invasão de um país estrangeiro. Podia citar Al Gore e o seu anúncio de apocalipse sob o patrocínio de eólicas ou de poderosos lobbis de ambientalistas. Também podia citar José Sócrates e o seu sonho de uma justiça eficaz e de uma educação digna. Se calhar já o fiz...

Mas também podia chamar a esta praça pública os nossos dirigentes desportivos. Os que garantem vendas por nem menos um cêntimo que X e que vendem por menos 22 milhões de euros. Os que se escondem atrás de directores desportivos porque temem que venha aí chumbo grosso. Os que fazem alianças com A e depois vão tentar pedir desculpa a B Os que são acusados, pronunciados e condenados por acções no futebol e permanecem nos cargos. Os que dizem pretender ver a sua inocência provada nos tribunais mas que tudo fazem para que os processos prescrevam ou acabem devido a incidentes vários, mobilizando batalhões de advogados. Os que hoje desejam a morte do inimigo e depois dormem com ele (ou com elas). Os que usam a palavra liberdade mas depois castigam os jornalistas que a exercem. Os que sorriem para as câmaras, dão rebuçados a criancinhas e depois mandam bater pela calada da noite. Os que dizem nada ganhar no futebol e que enriquecem sem necessidade de ganhar o euromilhões.

Enfim, toda uma casta, todo um escol, todo um refinamento. Mas atenção: ainda não podemos comparar a nação à Sicília. Não nos queiram já classificar como habitantes da capital da província italiana onde aconteceu a erupção mais marcante do século XX depois do devaneio de Hitler: a Mafia. Que sem sequer pode ser comparada, em termos de grandeza de de fúria destruidora, com qualquer actividade do Etna ou do Stromboli. Esses, os vulcões, pelo menos não enganam: quando mudam de humor, todos percebemos o que vai acontecer.

EUGÉNIO QUEIRÓS no Record

SC Beira-Mar apresenta canal de televisão


O canal de televisão do Beira-Mar vai ser apresentado no próximo domingo pelas 15h, antes do jogo contra o Gil Vicente que se realiza às 16h. Este projecto é o resultado de uma parceira com a agência de comunicação Project One e a empresa de tecnologias de informação Senso Comum. Beira-Mar TV é o nome do mais recente meio de comunicação do clube “auri-negro”, que assim garante mais uma forma de chegar aos adeptos.


Disponível em http://www.beiramar.tv/ e através do site oficial do clube http://www.beiramar.pt/, o canal do clube serve-se de uma tecnologia assente na plataforma Castter, que permite numa primeira fase a visualização “online” de todos os conteúdos do canal. Posteriormente, os sócios registados terão acesso a conteúdos privados, como os melhores jogos, os lances mais bonitos, os jogadores mais promissores, as antevisões do fim-de-semana, os bastidores e entrevistas especiais.
O canal já disponibiliza vídeos de apresentação do Plantel 2008/2009, um programa quinzenal de entrevista informal intitulado “Conversas à Beira-Mar”, declarações da Comissão Administrativa, apresentação das várias modalidades do clube no “Mundo Beira-Mar”.


Em breve, contará ainda com conteúdos numa base regular, desde as conferências de imprensa, noticiários com resumos das actividades, estendendo o convite aos adeptos para contribuírem na programação do canal com os seus vídeos. Confirmando a tendência mundial, começa a existir um crescente número de espectadores que procuram na Internet informações que a televisão tradicional não oferece. A nível nacional, esta é a terceira web-tv a surgir em nome de um clube desportivo, enquanto a nível mundial os principais clubes europeus, como são exemplos o Manchester United e o Chelsea, contam já com canais dedicados.


O Beira-Mar TV apresenta ainda uma novidade: a Beira-Mar Vídeo Box, que permite ver o canal do clube na televisão de casa. Depois de instalada uma pequena caixa com comando, a televisão fica com mais um canal disponível.


Para saber mais contacte: aveirotv@castter.com


Pode saber mais novidades Site do Beira-Mar e Aveiro em Festa


Obrigado Pela Sua Visita !